Archive for 29 de janeiro de 2016

Alguns teatros ligados aos Beatles

O Saville Theatre funcionou de 1931 a 1970 na Shaftesbury Avenue, em Convent Garden. Em abril de 1965 foi alugado por Brian Epstein, para apresentações de artistas promovidos por ele.

Os Beatles nunca se apresentaram nesse teatro, mas vieram ao local para assistir a shows de artistas como The Who, Jimi Hendrix e Procol Harum.

Tinham até camarote (Royal Box), sala de descanso e uma entrada particular para o teatro, que foi fechada em 1970, quando o teatro foi convertido em cinema.

Os Beatles estiveram no Saville em várias outras oportunidades ainda: em ensaios, na entrevista coletiva de 26 de outubro de 1965, após receberem os títulos de MBEs no palácio de Buckingham.

Os vídeos promocionais do single Hello, Goodbye, dirigidos por Paul McCartney, em 10 de novembro de 1967, foram gravados no Saville Theatre.

O espaço continua sendo um cinema, o Odeon Covent Garden, só que totalmente modificado, tendo agora várias salas.

O Mercury Theatre fica no número 2 da Ladbroke Road, em Notting Hill, bem próximo da famosa Portobello Road.  Nesse teatro foram feitas algumas fotos do MAD DAY OUT( segunda locação).

O prédio, construído em 1848, é muito bonito. Atualmente é uma propriedade particular,  mas ostenta duas placas azuis informando sobre seu passado.


Old Vic Theatre, na esquina da The Cut com a Waterloo Road (South Bank), era sede do National Theatre nos anos 60. Nesse palco foi apresentada a adaptação para teatro do livro de John Lennon, In His Own Write. O ator Victor Spinetti (foto abaixo), grande amigo do grupo, foi o coautor da adaptação e diretor da peça.

John compareceu à estreia, em 18 de junho de 1968, com sua nova namorada Yoko Ono. Foi a terceira aparição em público do casal.

Assista ao vídeo da época:

John Lennon = Old Vic Theatre

Paul já havia estado no Old Vic em 1966, para assistir à montagem da peça Juno and the Paycock, de Sean O`Casey.

O premiado ator Ralph Fiennes (da Lista de Schindler e O Paciente Inglês) está em cartaz no Old Vic no momento…

Outro teatro ligado à carreira do Beatles é o Playhouse Theatre, na Northumberland Avenue, próximo à Trafalgar Square. Nos anos 50, a BBC comprou este teatro para usá-lo como estúdio de rádio, com apresentações ao vivo. Entre janeiro de 1963 e janeiro de 1964, inclusive, os Beatles realizaram 13 sessões de gravação para programas da BBC Radio. Cinco dessas sessões foram com audiência.

O teatro fechou nos anos 70; foi totalmente restaurado e reaberto em 1987.

A casa de Mick Jagger em Wilmington

Em nova visita à cidade de Dartford, a terra natal de Mick Jagger e Keith Richards, aproveitamos para conhecer a região de Wilmington. Foi nesse bairro que Mick Jagger morou na adolescência e juventude.

A casa onde a família residia fica em uma travessa da rua principal (High Road) chamada The Close. Como o próprio nome diz, é uma rua sem saída, com casas de ótimo padrão, com amplos jardins.

Conseguimos identificar a casa de Jagger pelo nome: Newlands. Em nenhum lugar, na net, havia referência ao número (24).

O quintal da casa

Também não encontramos imagens… Apenas uma foto de Mick com o pai e o irmão Chris que parece ter sido tirada em frente à casa.

Creio que os habitantes locais, embora tenham orgulho do conterrâneo famoso, desejam garantir um pouco de sossego…

Wilmington é um bairro bonito, extremamente residencial, arborizado, com algumas construções históricas.

The Close - a rua onde viveu Mick Jagger

Após uma voltinha pela neighbourhood, aproveitamos para conhecer uma das referências locais, o pub The Plough, que fica bem próximo à antiga casa de Mick Jagger.

Bem simpático e acolhedor!

No post de 2012 mencionamos a estação de trem de Dartford, um lugar emblemático para a banda Rolling Stones.


Na plataforma 2 da estação, atualmente, há uma placa comemorativa no lugar do reencontro de Richard e Jagger, em 17 de outubro de 1961.

Wallace Collection e Manchester Square

Recentemente fizemos um passeio à Wallace Collection. O nome parece familiar?

Sem dúvida. A banda belga Wallace Collection (uma de minhas preferidas, nos anos 69/70) ficou relativamente famosa no Brasil. Inclusive participou do Festival Internacional da Canção de 1970, no Rio de Janeiro.  Daydream e Serenade são as canções do grupo que ficaram mais conhecidas do público brasileiro, mas eu sempre gostei da obra completa.

O primeiro disco do Wallace Collection intitula-se Laughing Cavalier.

“The Laughing Cavalier” é o nome de uma pintura de Frans Hals (1582-1666) que está exposta no museu Wallace Collection. O quadro é considerado um dos melhores retratos produzidos no Barroco. Pudemos apreciá-lo ao vivo, nesta visita.

A capa do primeiro single da banda traz uma foto de seus integrantes em frente ao quadro de horários do museu.

Em uma casa magnífica na Manchester Square, em Marylebone, centro de Londres, estão reunidas obras de arte colecionadas pela família de marqueses de Hertford e pelo filho ilegítimo do quarto marquês, Richard Wallace.

Seu acervo é muito interessante e variado. Possui várias obras de Rembrandt, Velázquez, Van Dyck, finas porcelanas, móveis que pertenceram a Maria Antonieta, armaduras e armas antigas, inúmeros relógios de mesa, entre outros tesouros.

O patrimônio foi doado à coroa britânica no século XIX pela viúva de Wallace.

A “Wallace Collection” fica ao lado da antiga sede dos escritórios da EMI na época dos Beatles (EMI House). A EMI mudou-se em 1995 e o edifício foi demolido em 1999. No número 20 da Manchester Square foi construído um novo prédio (foto acima), onde atualmente funciona a empresa ICI.

A foto da capa do LP Please Please Me foi tirada na EMI House, com o grupo no átrio do primeiro andar, olhando para o lobby embaixo. O fotógrafo  foi Angus McBean (foto com os Beatles e George Martin abaixo), em fevereiro de 1963. Versões ligeiramente diferentes dessa foto foram usadas na capa do EP inglês The Beatles e na capa da compilação vermelha The Beatles / 1962-1966. Mais tarde, em 1969, os Beatles posaram no mesmo lugar para uma foto para o projeto Get Back, que acabou se tornando o LP Let It Be. A foto de 1969 veio a ser utilizada na capa da coletânea azul – The Beatles / 1967-1970, lançada em 1973.

Há outras fotos do grupo na Manchester Square, como aquelas em que estão na escada em espiral ao lado da entrada principal da EMI House (acesso ao basement), tiradas em 5 de março de 1963.

Os Beatles frequentaram muito esse prédio. Em 5 de abril de 1963, apresentaram-se ao vivo para uma pequena audiência composta de executivos da EMI, jornalistas e fotógrafos. Nessa ocasião, receberam o primeiro disco de prata, pelo álbum Please Please Me.

É realmente uma pena que um local com tanta história tenha sido demolido.

E já que estávamos por perto, demos uma passadinha na Bakers Mews. Nessa pequena rua, atrás do prédio da EMI, havia uma porta secundária para os escritórios. Os Beatles foram fotografados ali, entrando em um táxi, em 1964.  Observando os detalhes, podemos perceber que essa ruela mudou muito pouco…